Tormenta

Sou pura inconstância,
por isso me chamo Fie.
Eu me amo,
mas também me odeio.
E por aí vai.
Uma dia de certo,
N'outro incertezas.
Madrugada de sossego,
amanhecendo com tormentas.
E a loucura nossa de cada dia...
...segue como nuvem passageira.

Comentários

  1. Linda poesia de ti! E todos temos momentos de tormentas e alternâncias...beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Inconstância humana. Somos assim.
    Um abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Biblioteca do Caos