Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Pequenas Crônicas - Era uma vez...

... uma história que chegou ao fim, como tudo aquilo que existe tem seu fim.

Seria esse fim realmente um fim verdadeiro? O fim de uma história não dá brechas para o princípio de outras? Mesmo a morte, que é o possível fim definitivo de tudo, deixa ganchos para uma continuação indireta, seja com filhos, amigos ou projetos continuados até mesmo por desconhecidos.
O fim não é um fim verdadeiro. É só um intervalo. Enquanto isso assistimos os comerciais e vamos pegar mais besteiras pra comer até que a próxima programação comece.
(Parei de escrever as Pequenas Crônicas na ordem que tava, acabei de pensar nessa e resolvi postar, to pensando em criar um blog só pras Pequenas Crônicas. x)
PS: Alguém percebeu que eu mudei o subtítulo do blog? Ou que eu adicionei uma página de "Quintanares"? Duvido!

Caminhos Descruzados

(Já tava demorando pra escrever esse conto aqui, ainda preciso escrever umas duas outras idéias que tão na cabeça, mas esse teve uma prioridade especial que precisava escrever... Como sempre, perdoem erros gramaticais e tal. Depois eu reviso.)
Deu tudo errado. Ele acreditou que aquele acordo daria certo para ambos e que os dois poderiam viver quase como qualquer dupla de amigos, mas talvez pelo peso dos seus sentimentos serem dobrados aconteceu o que ele não esperava.
Aquele sentimento novo e único era muito estranho para ele. Forte, intenso, com constantes necessidades de envolvê-la numa cúpula de afetos apenas dados por ele. Queria mimá-la, seduzi-la, protegê-la e acolhê-la eternamente... Mas por que ela ia querer o mesmo? Por que ela ia querer os sentimentos dele?
Sempre foi do tipo estranho, nem entendia a si mesmos ou seus objetivos com sua vida. Com uma face às vezes expressiva e amável, noutras apenas indiferente e frio, com um timbre de voz tênue entre a calmaria das brisas até …