Como é bom ser um idiota...

 ...por Felipe da Cruz Amaral, acho. Na verdade não é bom ser idiota. É bom você admitir que é um idiota, por que admitindo o que você realmente é você se sente mais feliz com a vida. A vida fica quase perfeita quando você admite todos seus lados positivos e negativos.

 Lados, eu tenho muitos lados, atualmente o idiota é o que está mais... hum... latejante? Não, latente fica mais bonito. Eu tenho um lado manipulador, eu tenho lado insano, eu tenho um lado raivoso... Todos temos lados pra dar e vender. Mas hoje eu sou idiota. É bom saber que se é idiota por que você se sente num maior controle das coisas... Sim, eu sei, idiotas não tem controle de nada, mas pelo menos você controla o fato de que sabe que é idiota... acho.

 Por que eu sou idiota? Isso não vem ao caso, não existe motivo de explicar um porque que não poderá ser alterado, apagado ou destruído, o que importa são as conseqüências dos porquês. Elas é que vão afetar nossas vidas, destruir famílias ou apaziguar iras titânicas, decidir o bem estar de nações ou a morte de uma criança...

 Consequências... A minha é que sou um idiota e nada pode mudar isso.

 Na verdade... ser um idiota é uma merda.

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Juvia