Pequenas Crônicas - Amor Esganado

Quando eu amo sou assim... Sem limites, sem fronteiras, sem definições, sem razão.
Sinto uma vontade esganada de arregaçar a caixa toráxica, quebrar todas as costelas e arrancar o coração só pra dar pra esse alguém que amo... (vontade essa que sinto agora).
... mas que fazer quando o alvo desse amor não ama da mesma forma?

Comentários

  1. Bom mesmo é amar assim, amar de vera, entrega total... E se a resposta não vem a contento, se o motivo desse amor não recebe o coração sangrando de tanto amor, aí a gente recolhe, arruma direitinho na caixa toráxica e espera vir de novo essa vontade intensa.

    E virá.

    Beijo, meu menino de sentimentos fortes... E lindos.

    ResponderExcluir
  2. Amei a forma que você descreve a sensação de amar. Afinal, esse é um sentimento intenso, assim como suas palavras, e não existe limites (não deve existir) para se amar.
    Pena que nem sempre esse sentimento é correspondido da maneira que desejamos. E neste caso devemos reter esse amor e esperar pelo momento certo.

    Eu sou mestra em amores não correspondidos :/

    ResponderExcluir
  3. Mari, devo dizer então que você encontrou alguém que compartilha das mesmas dores. Não da pra contar nos dedos as vezes que tive relacionamentos que nem sequer começaram... ^^

    ResponderExcluir
  4. Então somos dois não correspondidos no meio de milhares. kkk x)
    Se bem que isso é triste, mas acho que já estou acostumada a esse tipo de dor.

    ResponderExcluir
  5. Estamos ambos acostumados então. ;*

    ResponderExcluir
  6. Isso é que é amar! Mari e Fie, vocês estão se contruindo para o amor de vocês que esta por ai, rs. Gosto muito de vocês.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Biblioteca do Caos