Pequenas Crônicas - Onipiada

11 de Agosto de 2009

Hoje estou num dia daqueles em que você acaba tendo a certeza que faltava de que a vida é apenas uma grande piada. Nada além da maior piada contada em toda a existência. Um dos fatos que comprovam isso é a seriedade do amigo leitor enquanto absorve um tanto atônito essa minha afirmativa.

- Como assim? – o leitor pergunta, e eu respondo aqui da pior forma possível.

O fato é simples, nós somos meros mortais, simples e meros humanos tolos que buscam uma resposta para infindos “Por quês?”. Mas a piada não, essa piada da qual todos fazemos parte é de origem superior, divina, uma “onipiada”, a piada mor de todas as piadas!

Como nós, reles mortais, podemos entender uma piada que necessita um mínimo de deidessência? Essa é a questão. Talvez depois de mortos, como espíritos (ou seja lá o que for que talvez nos espere no pós-morte), possamos entender algumas palavras dessa piada tão confusa e desumana. Ou talvez depois que esse dia acabar, minha opinião sobre a “onipiada” apenas mude, afinal hoje é só um dia daqueles em que parece que a vida não passa de uma grande piada...

(Passei ontem e a manhã de hoje na casa da minha irmã. Logo vou sair, mas volto a noite pra visitar os blogs de sempre. E nada a dizer sobre esse texto, nem nada a acrescentar, pra mim ele já está mais que completo. ^^)

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Biblioteca do Caos