Sussurros ao Vento

Pois é, meu amigo,
aconteceu aquilo...
Deixei levar sentimentos
que não estavam lá.
Agora estou aqui, perdido.
Pedindo ajuda
de algo indefinido.
Sim, sim. Você avisou.
Sempre avisa,
mas nunca ouvi.
É difícil pra mim
aceitar argumentos
guiados pelo "sentir".
Agora eu que sinto,
minhas chances esvaindo,
meu amor elucidado,
a esperança... destruída.
Eu sei, eu sei, irmão...
Talvez esteja errado.
O medo me domina
nessa sina de indecisão.
Amo? Não amo?
Verdade, irmão... Ambos.
Maldito medo que me martiriza...
Mescla-se na alma como
um verme imortal.
Só me resta enfrentá-lo.
Encarar a possível perda
de um amor que no fundo
eu nunca tivera...
Até mais irmão.
E obrigado.

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Juvia