Bela Chuva

Como é bela a Chuva em sua presença primordial,
Derrama tuas lágrimas em prantos...
Lava nossas almas com abundância.
Em sua dança singela, voam o Vento e ela,
Para dentre estes e outros cantos visitar...
Com seus amores e prazeres nos presenteiam.
Sedutora e enigmática é esta dama,
Surgindo tanto em dias frios e úmidos...
Quanto em noites quentes de varanda.
Tem sua doçura tão ampla,
Que mesmo em seu leve dissipar...
Deixa-nos de presente as cores da felicidade,
Num arco prismático que corta o ar.

-----

Notas: Faz alguns dias que não chove. Saudades...

Não lembro quando escrevi isso, mas conta no "Recanto das Letras" que coloquei lá por volta de 15/12/06, mesmo assim acredito ter escrito antes disso.

Abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Juvia

Oi, eu sou um INFP...