Eu sou livre? Dizem que sou. Dizem que todos somos. Então por que não me sinto livre?

Me sinto preso às necessidades, não da vida, mas da sociedade. É necessário que eu trabalhe, estude, pague contas, etc. Onde está a liberdade se no fim todos os atos feitos por vontade própria são, no fim das contas, limitados pelas regras da sociedade? Me soa uma liberdade falsa e fútil.

Quero fugir, correr, ariscar, não ter medo de consequencias. Na verdade eu posso fazer isso tudo, mas a sociedade me fez impor travas na minha cabeça. Não posso fazer nada disso pois haverão consequencias, e existem pessoas que dependem de mim.

Talvez eu deva apenas mandar todos se foderem. Quem sabe?

Bom, vá se foder então você que está lendo isso. E que eu me foda pra você também. Sejamos todos livres e que o resto do mundo se foda.

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Biblioteca do Caos