Não tenho ambições. Isso é ruim? Não que eu não tenha sonhos. Só acho que relevei eles.

Vamos lá. O que é a vida? Tudo e nada. A vida foi feita para se viver apenas. Acabou, acabou. Sem céu, inferno e mimimis. Eu queria ter fé, acreditar em Deus e recompensa pós morte, isso talvez me motivasse mais a causar o bem. Ou não. Tanta gente "de fé" que é tão podre por aí. Ao contrário da maioria eu tive que lidar com o fato de que minha vida é essa, e acabou, acabou. Pode não parecer, mas dependendo da pessoa é difícil lidar com o fato de que não existe um "futuro infinito". Uma hora os amanhãs se acabam. E ai?

Vale a pena ter sonhos? Vale a pena ter ambições? Morreu, morreu. Acabou, acabou. De que adiantou tanta luta?

Sou adepto do desapego e da humildade. Cada vez mais, cada dia que passa, me desapego mais de tudo e de todos. O mundo a minha volta se torna cada vez mais fútil, então pra que preciso dele? O que mantenho, é por puro prazer, mas aos poucos me desapego dele também. E o que sobra? Paz. Ainda incompleta, mas crescente.

Até as coisas que eu já escrevi, e as coisas que ainda quero escrever. Hoje olho pra trás e vejo o tsunami de futilidades que eu era. Olho pra frente e não enxergo mais a maré de possibilidades que meu cérebro erroneamente calculava. Vejo o agora.

E o agora é apenas o que você faz dele. O resto? Sei lá. ^^

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Oi, eu sou um INFP...

Biblioteca do Caos