Eu Li - Os Livros da Magia


 Oi, boa tarde a todos nesse domingo tranquilo e refrescante. Hoje vou aproveitar um pouco do meu espaço pra falar sobre "Os Livros da Magia", que adquiri recentemente (depois de anos querendo ler). Essa é uma série de Graphic Novels (histórias em quadrinhos com temática séria e adulta, mas ainda muitas vezes fantasiosa) escritas por Neil Gaiman, um verdadeiro contador de histórias da era contemporânea.

 Timothy Hunter é um garoto de 12 anos, inglês, magricela, usa óculos e que tem grande potencial para a arte da magia. Soou familiar? Pois bem, seria um plágio de Harry Potter se Os Livros da Magia não tivesse sido lançado em 1990! E Harry Potter seria um plágio à história de Neil Gaiman se as semelhanças não se contivessem apenas na aparência dos personagens principais, pois é exatamente aí que elas terminam. Ambas as histórias são completamente diferentes.
 A primeira diferença crucial é a própria magia. Diferente de Harry Potter, a magia de "Livros" não está limitada à um certo número de pessoas que "nascem com o dom". Qualquer um pode usar magia, basta acreditar nela. Outra diferença essencial é como a magia é usada. Existem personagens que usam magia falando de trás pra frente como um foco auxiliar para concentração, existem outros que lançam seus encantamentos em línguas mortas, mas até agora não vi ninguém empunhando varinhas (mas não duvido que seja possível). Magos mais poderosos modelam a magia de acordo com sua vontade.

 De forma similar, uma pessoa que seja completamente descrente na magia será, de certa forma, imune a ela. A magia não existirá pra ela, ou pelo menos para seus olhos, talvez sendo imune a alguns encantamentos. Não existe muita coisa certa ou específica sobre a magia de "Livros", por que é exatamente isso que ela é: incerta, imprecisa, confusa, mutável.

 Uma coisa que me cativou em "Livros" foi exatamente isso, a magia é confusa. Ela é praticamente o que todos sabem dela: uma mistura de coisas que podem ser certas ou não. O que é certo é que a magia está em todo lugar, você pode enxergá-la se você aceitar sua existência, depois de enxergá-la você pode tentar entendê-la ao seu modo, e manipulá-la da sua maneira. O que faz com que a magia, seu poder, sua utilização e seus efeitos variem de pessoa para pessoa.

 Existem bruxas, magos, feiticeiros, necromantes, fadas, demônios, espíritos, descrentes, relíquias, tudo que se tem direito numa história fantasiosa onde a magia é o centro. "Livros" não chega a ter exatamente uma trama por ser uma espécie de introdução ao personagem e ao mundo da magia, além disso termina com várias pontas soltas, mas não deixa nada a desejar.

 Terminando, eu aconselho muito que qualquer fã de fantasia mágica e até mesmo fãs de Harry Potter dê uma procurada e uma lida em "Os Livros da Magia", pois é entretenimento garantido de uma forma única e especial.

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para Namorar um INFP

Juvia

Oi, eu sou um INFP...